Europa Èze Village França

Èze Village – Um vilarejo medieval no sul da França

Oi meu amigos, como vocês estão? : ) Espero que bem! Hoje vim contar para vocês como foi conhecer o vilarejo medieval de Èze, no sul da França.

Èze Village, sul da França

Esse post é a continuação do final de semana que passamos na França, começando no sábado por Nice (já tem post, leia aqui) e no domingo, por Èze. Nossa intensão era conhecer o vilarejo medieval de Èze pela manhã, pegar um ônibus para Mônaco depois do almoço, conhecer o país a tarde (é bem pequeno, rs) e a noite, retornar para Imperia, na Itália, onde estávamos ficando. Mas, por ser domingo, os ônibus para Mônaco não passavam!

Não achamos essa informação na internet e só descobrimos lá na hora, depois de muuuito esperar. Foi uma aventura e tanto haha. No fim, tivemos que retornar para Nice e de lá, voltar para Imperia. Só um detalhe que achei legal comentar pois, como os três lugares são muito próximos uns dos outros, não acho difícil alguém querer fazer esse bate e volta, então a dica é: se for domingo, tente encontrar a informação se os ônibus estarão circulando.

  • Para chegar em Èze partindo de Nice você precisa chegar na estação de ônibus Gare Routière Nice Côte d’Azur. Lá, pegar o ônibus de número 82, que é o ônibus que leva até Èze. (na estação de ônibus terá vários pontos e você precisa procurar nas placas qual tem o número 82). A estação de trem mais próxima dessa estação de ônibus é a Vauban. Dependendo de onde você estiver em Nice, você precisa pegar o tran rumo a estação Vauban. O tran nos custou 1,50 € por pessoa e esse mesmo ticket era válido para pegar o ônibus também (confira se quando for essa regrinha ainda será valida). Chegando na estação Vauban, a estação de ônibus está logo atrás. Demoramos um pouco para encontrar, rs, ficamos andando pra lá e pra cá, mas é só você ir para trás da estação Vauban, e irá avistar um local fechado, com vários pontos de ônibus dentro. Nesse local tem a fachada escrito Gare Routière Nice Côte d’Azur, então você saberá que é lá. Espero que tenha ficado claro hahaha mas qualquer dúvida, podem nos chamar.

Decidimos ir para esse vilarejo pois minha irmã já tinha ido e nos contou o quão maravilhoso era. Foi uma dica de ouro e um dos melhores passeios da vida! <3

Èze e o mar azul

Esse vilarejo preservou construções medievais que estão ao longo do penhasco e a vista para a Côte d’Azur é simplesmente inacreditável! Um dos destinos mais badalados pelas celebridades é Nice, Mônaco, Saint-Tropez e Cannes e a costa azul, ou Côte d’Azur, que margeia todas essas cidades, é muito apreciada por sua beleza exuberante.

Mas a cidade de Èze, que também está nesta mesma região, é menos visitada e tem uma vista privilegiada de toda costa. Ela sai um pouco desse clima ”glamoroso” e te leva a viajar no tempo, entrando em contato com esse vilarejo extremamente bem conservado, charmoso e único.

Construções medievais em Éze

Esse lugar definiu tudo o que estava nos meus sonhos e imaginação quando pensava no sul da França. Ruelas estreitas com suas casas de pedras e flores adornando, natureza exuberante, o azul infinito do oceano e do céu… parece um sonho. É como encontrar um tesouro.

Flores e detalhes
Árvores e a vista para o mar

Chegando lá, ao descer do ônibus, você encontra a pequena cidade que está embaixo do penhasco (a Eze sur Mer). Por lá acabamos não passeando. Fomos direto para Eze Village, que é a parte mais alta e onde as construções medievais estão. Lá, você irá se perder por entre as ruelas estreitas e as construções. A grande coisa é que você se sente voltando no tempo mesmo, caminhando por entre as paredes e chão de pedra.

Muitas dessas casas agora são boutiques, ateliês de pintores, perfumarias, bistrôs, joalherias. Apesar de serem comércios, não achei que tirou o charme do local. Eles respeitaram o estilo e ficou bem bonito. Mas é mais gostoso andar por partes onde não tem essas lojas, para sentir o silêncio e apreciar o local sem interferências visuais te chamando para as compras, sabe? Pelo menos na minha opinião : )

Construções de predras
Flores sobre construções de pedra
Eu no reflexo de uma janela
Linda estátua em Éze

Conforme você vai adentrando nas ruas, vistas deslumbrantes vão aparecendo por entre as casas. O local tem muitas árvores, flores e plantas. É muito lindo. O passeio é basicamente esse (como se fosse pouco).

A beleza da arquitetura e o ambiente

Você sabiam que Nietzsche andou por essas ruelas, silencioso e pensativo, buscando em sua mente inspiração? Dizem que ele caminhou por Èze para buscar inspiração para trechos de “Assim falou Zaratustra”. Eu amo saber dessas histórias…por lá você pode fazer o Chemin de Nietzsche, que é uma trilha, provavelmente por onde ele passou, em direção ao topo da montanha. Eu li que não é muito fácil fazer e precisa ter um pouco de preparo físico, pois a subida é bem íngreme. Nós não fizemos mas quis citar aqui para vocês saberem : )

Placa do Chemin de Nietzche

Em Eze Village tem dois castelos, o Château Eza e o Château de la Chèvre d’Or que hoje viraram luxosos hotéis. Deve ser estupendo se hospedar em um deles <3

Escadas e construções de pedra

Ficamos andando muito devagar (vale dizer que tem muitas ladeiras e escadas, afinal, é um penhasco!), observando cada cantinho, sentindo a energia. Foi uma experiência maravilhosa. Chegamos então ao Jardin Exotique d’Èze e eu, boba, achando que não poderia melhorar de jeito nenhum esse passeio, fui surpreendida! A entrada nos custou 6 euros cada.

Jardim de cactus
Eu sob o vento forte

Já escrevi e apaguei esse trecho aqui várias vezes, pois é difícil descrever sua beleza! rsrs É um jardim extremamente exótico (como o nome diz), raro, feito na parte mais alta do penhasco, onde antes era uma antiga fortaleza. Por lá existem várias plantas como suculentas e cactus, dos mais diversos tipos e espécies. Dizem que de todos os continentes do mundo. Que preciosidade! É a cereja do bolo. O ápice do passeio. Encantador.

Eu no jardim ao alto do penhasco

Para ornamentar essa poesia toda, esculturas de mulheres solitárias e sorridentes, as ”deusas da terra”, estão lá, olhando para a Côte d’Azur. Eu acredito que elas são mulheres de verdade, que de tanto amar este lugar, se petrificaram e decidiram morar para sempre ali <3 hahaha em cada uma delas, tem uma plaquinha com seus nomes e alguma frase (que elas disseram. Não disse que eram mulheres de verdade? rsrs) e uma das placas dizia: ”Je ne sais où je suis née / Mais ici j’habite maintenant”. O google me contou que significa “Não sei onde nasci / Mas aqui moro agora”, confirmando assim minhas suspeitas.

Linda escultura de pedra
se um dia eu me petrificasse aqui, também teria esse sorriso
Escultura, cactus e a costa azul ao fundo
Escultura, cactus e a costa azul ao fundo

Gente, não sei se consegui transmitir para vocês, com a minha singela e humilde escrita, o quão magnífico é esse lugar…tento através das fotos e do vídeo mostrar-lhes a beleza, mas sinto que só é possível entender o encanto e energia estando lá!

Repito que é um dos lugares mais lindos que estive na vida! E foi uma surpresa isso acontecer pois eu nem ao menos sonhava com ele e nem sabia de sua existência. Se estiver indo para Nice, Mônaco ou qualquer uma dessas cidades famosíssimas da Riviera Francesa, POR FAVOOOOR, não deixem de colocar Èze Village no roteiro. É somente meio dia da sua viagem…meio dia que você nunca mais irá esquecer na sua vida!

Vista para o mar, do alto do penhasco
Vista para o mar, do alto do penhasco
Eu, sob uma bela e antiga porta

Espero que tenham gostado do post.

A gente se vê no próximo, né?

Beijos,

Flora.

obs: não deixem de seguir nossa playlist da viagem França no spotify!

3 Comments

  1. Nice, França - nosso roteiro de 1 dia - Aondes

    20 de outubro de 2019 at 20:15

    […] já acordar cedinho e ir para a estação de trem. Passaríamos o sábado em Nice e o domingo em Èze, uma cidade entre Nice e Mônaco, que tem um vilarejo medieval maravilhoso (leia sobre Èze […]

  2. Jess

    24 de outubro de 2019 at 13:53

    Que lugar encantador!
    Só pelo azul do mar combinando perfeitamente com o tom rústico das edificações já seria o paraíso, mas toda essa história com as esculturas fazem o lugar ter uma outra vibração né? fiquei curiosa, aqui só pensando em visitar em breve.
    Agradeço por compartilhar conosco essa visão tão linda dos lugares onde passaste <3 sempre inspirador entrar aqui.

    1. Aondes

      26 de outubro de 2019 at 13:03

      Ai que comentário mais liiindo ♥♥♥ É verdade Jess, um dos lugares mais poéticos em que já estive. Muito especial. Espero que você vá um dia e sinta o mesmo que nós sentimos 🙂

Leave a Reply