Emigrando - A nossa jornada

Como vender coisas usadas para uma mudança de país

Nesse post eu gostaria de compartilhar com vocês nossa experiência em vender itens usados para uma mudança de país e te dar dicas especiais sobre as melhores formas e plataformas que encontramos para fazer essa enorme mudança!

Como vender coisas usadas para uma mudança de país

Para quem chegou aqui agora, nos mudamos do Brasil para a Itália (leia post aqui) e resolvemos compartilhar todo esse processo da mudança para ajudar as pessoas que também irão passar por isso. Estamos documentando todo o processo no nosso Instagram, aqui no blog e no nosso canal do YouTube.

Vendemos vários itens eletrônicos, itens de decoração, roupas, sapatos, bolsas, DVD’s, livros, móveis, etc e por isso vamos relacionar aqui abaixo dicas sobre como vender coisas usadas para uma mudança de país.

Quais os melhores lugares para vender suas coisas usadas?

– Catálogo Online

A primeira coisa que fizemos foi montar um catálogo online em formato de site, para divulgarmos em todas as nossas redes sociais. Temos um número considerável e bem engajado de seguidores e, como resolvemos compartilhar esse processo com eles, todos que estão acompanhando a trajetória disseram que queriam ver as peças que iríamos vender. Para terem uma melhor visualização dos itens, montamos um site simples. Foi muito especial essa experiência pois eles nos ajudaram a compartilhar e o nosso Brechó conseguiu chegar bem longe! Também foi muito legal ver nossas coisas irem para a casa de pessoas que gostamos, que nos acompanham e que são especiais pra gente. Ficamos bem surpresos pois já no primeiro dia conseguimos vender várias peças! Aproveitamos que estávamos com um site e já enviamos também para amigos e familiares pelo whatsapp. Então fica essa primeira dica: monte um catálogo com as peças e compartilhe em suas redes sociais, com seus amigos e familiares. E se precisarem de alguém para montar esse site pra vocês, fale conosco clicando aqui hahaha 🙂

– Stories do Instagram (e facebook)

Caso você não consiga montar um catálogo online como a primeira sugestão, uma boa ideia para aproveitar suas redes sociais é colocar os itens de maneira mais simples nos seus stories. Informe as pessoas que você vai vender algumas coisas, monte um layout bonitinho explicando como será o funcionamento (as formas de pagamento e formas de envio e/ou retirada), tire boas fotos e publique. Aconselho gravar um vídeo antes, dizendo que vai fazer isso, para as pessoas saberem que é você mesmo quem está vendendo (tem acontecido muitos golpes com vendas no Instagram). Como os stories só ficam 24h, você pode deixar salvo na Highlight e ir lembrando as pessoas durante alguns dias que os produtos estão salvos lá.

Decidimos vender algumas coisas mais aleatórias depois que nosso catálogo já tinha sido montado e resolvi colocar nos Stories pra facilitar e, pra minha surpresa, deu MUITO certo também. Vendi quase metade dos meus livros dessa maneira, foi muito fácil de fazer.

Como vender coisas usadas para uma mudança de país

– Vender livros e DVD’s em Sebos de sua cidade

Aproveitando que comentei dos livros e DVD’s, eu consegui vender metade dos que queria pelos stories, o que considerei bastante! Porém, ainda faltava a outra metade e a melhor maneira que encontrei foi vendê-los para um Sebo aqui da nossa cidade, o Sebo Estação Cultural Americana. Você pode vender os livros e receber em dinheiro ou em crédito para usar no sebo. Para compra, eles pagam 1/4 do valor da venda deles. É bem baixo e não compensa muito, então deixamos essa opção por último, somente quando já sabíamos que tinham se esgotado as possibilidades de vender de outra maneira.

– OLX

Depois que esgotamos as vendas pelas redes sociais, partimos para a OLX. Como já tínhamos as fotos, descrição completa dos produtos e os preços, foi super fácil subir tudo na OLX. Para se cadastrar é muito simples, basta entrar no site, cadastrar gratuitamente sua conta e seguir o passo a passo para anunciar.

Ficamos bem impressionados com a rapidez que as pessoas começaram a entrar em contato. Cerca de 5 minutos depois de subir os produtos, os contatos já começam a acontecer. Colocamos uma de nossas TV’s e em dois dias vieram mais de 60 mensagens de interessados! É bem impressionante mesmo… fizemos muitas negociações por lá, principalmente de itens eletrônicos. A OLX é legal pois, por ser um site de busca, as pessoas estão procurando exatamente os itens que você colocou, então a coisa acontece muito rápido! Achamos interessante também pois muitas pessoas que entram em contato são da região que moramos, o que facilita a questão do frete, já que a pessoa provavelmente pode vir retirar (ou você entregar, dependendo da sua negociação). Como alguns eletrônicos são maiores (vendemos um piano e um telescópio, por exemplo) ficou mais simples a questão do frete, não precisando usar transportadora, por exemplo.

– Marktplace do Facebook

Outro lugar bem legal para anunciar seus produtos é no Marketplace do Facebook. A lógica é a mesma: boas fotos, descrição simples e honesta dos produtos e um preço competitivo. E não tem erro. Logo após anunciar, centenas de mensagens começaram a chegar. Vendemos desde chuteira de futebol até pequenos móveis. Realmente vale a pena.

– Enjoei

O Enjoei é uma plataforma onde você pode criar sua própria loja virtual para vender itens usados. Basta que você faça boas fotos e uma descrição decente do produto e pronto. Cadastre seus itens e é só aguardar que sejam vendidos. Outra opção – e foi a de nossa escolha, pelo proximidade de nosso embarque – é que você envie seus itens para que eles tomem conta de tudo. Ou seja, você manda os itens usados (mas em bom estado) para eles, que se viram com as fotos, a descrição, a definição do preço, a publicação no site e o despacho depois de vendido. Ao final, eles te repassam o valor da venda, subtraindo sua comissão.

Nesta segunda opção eles mordem uma fatia bastante maior do preço da venda, em função de todo o serviço prestado. Mas vale a pena, caso você não tenha tempo de resolver por conta. Peças não vendidas (ou rejeitadas, caso eles considerem não estar em condições de entrar no catálogo) são devolvidas para você ou doadas para uma instituição parceira do Enjoei. Fica a seu critério.

Informação importante:

Muito cuidado com golpes! As nossas vendas estavam indo super bem quando quase sofremos um golpe. A pessoa viu o produto pela OLX e disse morar em São Paulo. Por esse motivo, pediu para que colocássemos o produto no Mercado Livre, para assim ficar mais seguro para ambos a questão do pagamento/envio. Mas ela tinha muita pressa e queria que enviássemos o produto no mesmo dia. Já achamos estranho. Quando colocamos o produto no Mercado Livre, ela nos pediu nosso e-mail (achamos estranho mas passamos) e logo em seguida já chegou um e-mail do “mercado livre” dizendo que o pagamento havia sido efetuado. Mas, o e-mail do “mercado livre” era mercadolivre e vários números e o @ era do gmail.

Como já tínhamos feito algumas vendas pelo Mercado Livre percebemos que esse e-mail era falso… como o Mercado Livre só transfere o valor um tempo depois para o vendedor, é muito fácil cair nesse golpe, pois a arte do e-mail era bem parecida com a original, tinha a logomarca e tudo. Só percebemos mesmo por notar algo de estranho na conversa com a pessoa, por ela ter nos pedido o e-mail (coisa que o Mercado Livre já tem, então a pessoa que compra não precisa pedir seu e-mail) e quando o e-mail chegou, vimos que ele não era oficial.

Se atente também sobre as retiradas. Converse bem com a pessoa antes de passar seu endereço, tente combinar tudo antes (pagamento por exemplo) para você só precisar entregar o produto pra pessoa sem que ela precise entrar na sua casa, por exemplo.

Todo cuidado é bom, nunca sabemos muito bem com quem estamos conversando pela internet então fique atento, ok?

Esperamos ter lhe ajudado com esse post. Nossa experiência com as vendas foi muito boa e por isso sentimos que seria importante trazer pra vocês essas dicas sobre como vender coisas usadas para uma mudança de país.

Se você tiver uma experiência de vendas de coisas usadas que seja diferente da nossa, compartilhe nos comentários para ajudarmos mais pessoas 🙂

Até o próximo post,

Flora.

Leave a Reply