Lifestyle

Dicas para um bom roteiro de viagens

Olá meus amigos, como vocês estão? No post de hoje vamos conversar um pouquinho sobre como montamos os nossos roteiros de viagens e porque consideramos eles tão especiais.

Já chegamos a conversar um pouco sobre isso neste post, que aliás, gostamos muito. Se ainda não leu, corre lá. E é bem por esse caminho que seguimos até hoje, fazendo de nossas viagens um verdadeiro apanhado de tudo o que nos compõe e de tudo que nos rodeia.

Acreditamos que as viagens acontecem primeiro no nosso imaginário, na vontade que nasceu, por algum motivo, de ir para àquele lugar. Pode ter sido um filme, uma foto, uma música, uma série, um livro. Esse romance que vamos criando com o lugar acaba refletindo especificamente no que vamos querer conhecer naquele destino.

Esse é o principal ponto que queremos destacar: não existe regra para o roteiro, ele tem que ser criado pelo o que você ama, o que você admira, as suas referências, vontades e gostos.

Depois de tudo isso que já existe dentro de você, as referências que você já possui por ser uma pessoa múltipla e única, vamos listar alguns lugares que mais usamos para de fato colocar tudo no papel e fazer o roteiro existir.

Pode ser bem óbvio para algumas pessoas (é bem óbvio para nós, inclusive) mas recebemos muitas mensagens de pessoas que nunca viajaram, ou que, nunca montaram um roteiro sozinhas, então este post é para essas pessoas que se sentem inseguras em montar o seu próprio roteiro. Esperamos que possa ajudar vocês.

Este post também é um retrato do vídeo que colocamos no youtube, onde transmitimos a mesma mensagem. Dá um pulo lá para assistir também : )

Segue a lista dos lugares que fazemos nossas buscas:

1º YOUTUBE

Eu amo consumir vídeos no youtube! Adoro o modo como nos sentimos próximos das pessoas e como as mensagens são transmitidas de forma mais rápida e real. Assistir vídeos possibilita nos sentirmos naquele lugar, já que os vídeos geralmente são mais ”verdadeiros” no sentido de que não foi pego somente um pedacinho daquela imagem (como em foto) e o vídeo consegue, muitas vezes, mostrar mais o todo.

Não que eu não goste de ver fotos, eu amo, mas também gosto de assistir vlogs, ”andar” com as pessoas naquele lugar, ”ir” com elas nas lojas, livrarias, pontos turísticos. Me sinto muito conectada mesmo e é por isso que sempre assisto muuuitos vídeos antes de ir para algum destino.

2º BLOGS

Os blogs eu uso mais quando a viagem já está programada, eu já vou para aquele lugar e preciso pegar informações ou saber se vale a pena, se a pessoa gostou, qual foi a opinião dela. Diferente dos vídeos, que assisto o tempo todo, mesmo não indo para aquele destino específico, os blogs eu leio mais quando já vou para o destino.

Tenho tentado manter mais uma rotina de leitura de blogs, pois é algo que gosto muito de fazer, mas ultimamente tenho priorizado os vídeos para um consumo diário (acho que quase todo mundo né?). Mas os blogs, para mim, são indispensáveis quando vou montar o roteiro. Busco pelo google mesmo e também pelos que eu já conheço e acompanho, geralmente de pessoas que sigo ou no youtube ou no instagram.

3º LIVROS DE VIAGENS

Temos muitos livros de viagem aqui em casa por causa do Le, que sempre comprou este tipo de livro. Antes dele eu não comprava, mas acabei adorando esse costume. Pode parecer que um livro fica mais desatualizado ou é muita coisa para ler, mas eles podem ser extremamente completos, coisa que alguns blogs não são.

O livro que mais segui em uma viagem foi o “O Melhor Guia de Nova York” do Pedro Andrade, que citei no mesmo post que falei acima. Eu adoreeeei as dicas que pegamos por lá e sinceramente, é bem trabalhoso buscar por boas referências na internet. As vezes compensa investir em um bom livro que te dará todas as informações.

4º INSTAGRAM DE VIAGEM

Outro item que consumo diariamente, mesmo sem viagem marcada. Por ter o nosso instagram de viagens (já nos seguem por lá?), acabamos seguindo muitos também, pegando amizade e formando uma ”gangue” de viajantes! ahahahah amo muito esse universo. Adoro assistir aos stories de quem está viajando, principalmente se eu gosto bastante da pessoa, já fico super empolgada por ela e parece que estou indo junto, acompanho todos os dias hahaha.

Vou salvando também as fotos de lugares que quero ir ou que contém dicas e informações em pastinhas que vou criando naquela parte do ”salvar” – uma bandeirinha que tem ao lado da foto das pessoas e que você pode ir salvando, igual no Pinterest, sabe? Aliás, vocês já nos seguem no Pinterest??? Caso não saiba dessa função do instagram, assista ao nosso vídeo no minuto 12:00 que eu explico certinho como fazer.

5º MANTER CONTATO COM QUEM JÁ FOI PARA AQUELE DESTINO

Esta é uma preciosa dica. Converse com as pessoas que você conhece e que já foram para aquele destino. Não sei vocês, mas eu gosto muito quando alguém vem me perguntar sobre um destino pois amo conversar sobre minhas viagens e não é sempre que as pessoas estão interessadas em saber. Agora, se não conhece ninguém que já foi, interaja com as pessoas pelo instagram, blog e youtube. Deixe seu comentário, sua pergunta, mande um direct. Sempre que entro em contato com pessoas que estão se dispondo a compartilhar viagens na internet, elas me respondem e ajudam bastante : )

É para isso que estamos aqui produzindo conteúdo para vocês, para ajudar quem está indo também e trocar experiências.

6º SÉRIES, FILMES, MÚSICAS, LIVROS

Estes itens caem no assunto da introdução, que é o tipo de coisa que você consome e que você é fã, que vai fazer sua viagem ser a mais personalizada, diferente, única e perfeita para VOCÊ! Então, resgate todos aqueles filmes que você amou ver, aquele livro que você chorou, aquela série que você nunca esqueceu… procure no destino se eles tem os estúdios onde foram filmados, quem sabe algum museu que trata daquele assunto, ou algum café/lugar onde aconteceu alguma cena. Sério, isso é muuuuito especial! (as vezes muito mais especial do que um ponto turístico que você não sabe nada sobre ou não tem nenhuma conexão).

Em Nova York, por exemplo, fomos visitar a casa onde Edgar Allan Poe viveu, o prédio do seriado Friends e foi incrível!! Em Londres, fomos nos estúdios da Warner Bros, onde foram gravados os filmes de Harry Potter e visitar o bairro onde a Amy Winehouse morava, quase chorei! haha Enfim, somente exemplos para mostrar que são coisas muito suas, que não necessariamente serão turísticas e/ou que outras pessoas vão gostar de fazer, mas que tem um enorme significado para você.

Esperamos que este post tenha te ajudado e inspirado a começar a montar o seu próximo roteiro sozinho, cheio de alma e de personalidade.

Não deixe também de assistir ao nosso vídeo no youtube sobre o assunto, deixar o seu like e se inscrever lá no nosso canal : )

Um beijo e até o próximo post.

Flora.

2 Comments

  1. Taís

    2 de outubro de 2019 at 22:22

    Também acredito muito que não existe um roteiro perfeito. Já que também sou dessas que acha que o roteiro acaba refletindo muito sobre nossa pessoa, nossos gostos e quem somos. Um roteiro que achei perfeito pra mim, pode não ser tão atrativo pra outras pessoas.. etc. Achei legal que vcs falaram sobre isso, porque quase nunca vejo ninguém comentando que roteiro é também algo pessoal assim haha
    Eu gosto muito de ler sobre destinos, viagens em geral, sou bem curiosa e adoro aprender algo novo, mesmo não tendo viagem marcada pro lugar, gosto também de ler em blogs ou assistir aos videos sobre destinos variados e aprender, é tão bom ♥

    beijos :*

    1. Aondes

      7 de outubro de 2019 at 09:13

      Oi Tá, siiim, exatamente! Achamos que o mais legal da viagem é ela ter a sua cara e estar recheada de coisas para fazer que sejam o que você gosta, né? Se não, que graça tem? Obrigada por estar sempre aquiii ♥

Leave a Reply