América do Norte Estados Unidos Nova York

Nova York – roteiro completo – 10 dias

Nossa viagem para Nova York foi incrível! Estávamos em nossa lua de mel, o que já fez com que ela fosse inesquecível desde o começo. Falamos um pouco *neste post* muitas coisas que nos inspirou para montar o nosso roteiro e hoje, descreveremos o roteiro completo ☺

Tarefa muito deliciosa já que esta foi uma de nossas viagens preferidas da vida! Por quê? Difícil explicar, já que cada viagem é muito única e particular. Mas Nova York ganhou nossos corações e de uma maneira um pouco diferente do que eu achava. Sabemos que ela é considerada a ‘capital do mundo’, onde tudo acontece e pessoas do mundo todo estão pelas ruas, vivendo alucinadamente e tendo acesso a tudo ao mesmo tempo. Porém, a nossa sensação foi de uma ‘’loucura’’ boa, onde você pode viver à sua maneira, já que a oferta e variedade é tão grande. Você pode, por exemplo, estar fazendo uma ioga em uma praça super arborizada pela manhã e, em seguida, sair dela e dar de cara com 100 arranha-céus, trânsito caótico e milhões de pessoas falando línguas diferentes, correndo pro trabalho.

Enfim, sem mais delongas, vamos começar com nosso roteiro! Já adianto que é um post bem longo e vamos fazer com bastante detalhes pois temos alguns amigos próximos que irão para NY e estão querendo saber tim tim por tim tim todas as dicas, então pega um café, e vamos lá!

(Nova York é um lugar imenso, diverso e muito muito plural. Esse post relata os nossos dias por lá. Não tem a intenção de ser um guia sobre o local 🙂

ANTES DE VIAJAR:

Não se esqueça!

. Passaporte: É necessário possuir passaporte. Em muitos países o seu passaporte tem que estar com vencimento superior a 6 meses, mas o Brasil e os Estados Unidos tem um acordo que permite que o passaporte possa estar com menos tempo de validade, o importante é que você saia do país antes do vencimento do seu passaporte.

. Visto: É necessário visto para entrar nos Estados Unidos. Este assunto poderia render um post por isto não iremos nos alongar. A melhor maneira é ir direto a fonte: o site da Embaixada e Consulados Americanos no Brasil, clicando aqui.

. Imigração: A entrada nos Estados Unidos não é das mais tranquilas, desde o Brasil as perguntas são feitas aos montes e você se sente um pouco apreensivo. Por isso, tenha sempre em mãos todas as informações sobre sua viagem em uma pastinha. Tenha as passagens de ida e volta, os ingressos dos passeios, o comprovante de reserva de hotel (ou carta da pessoa que irá te hospedar), tenha como comprovar renda (extratos bancários, cartão de crédito) e como comprovar vínculo com o Brasil, como prova do seu emprego/empresa/imóvel, etc.

*Falamos um pouco mais sobre os preparativos para o aeroporto neste post*

Nós não tivemos nenhum problema e a maioria das pessoas não tem, mas tenha em mente tudo o que você fará em sua viagem, como por exemplo: quais lugares irá visitar, quantos dias irá ficar, porque você está indo, etc. Essas perguntas nos foram feitas até na hora do check-in (e não de uma forma muito simpática! ☹ ) por isso, se você estiver um pouco nervoso e não souber responder, pode ser que eles peguem mais no seu pé para mostrar todos os documentos e se explicar por mais tempo. Mas tudo bem, já que você estará com a sua pastinha bem organizada, não é? ☺

Conosco, não precisamos mostrar nada. Fomos muito questionados e respondemos todas as perguntas, contamos que estávamos em lua de mel para descontrair (mas não arrancou nenhum sorriso) e passamos por tudo normalmente.

. Vacinas: Não são obrigatórias. É preciso checar caso você tenha conexão no Panamá, por exemplo, pois lá é exigido a vacina contra a febre amarela. Como estamos passando por períodos de surtos no Brasil, estas regras podem mudar a qualquer momento, portanto orientamos que se faça uma pesquisa mais detalhada sobre o assunto juntamente com as companhias aéreas antes de sua viagem. (Lembrando que a vacina contra a febre amarela precisa ser tomada com 10 dias de antecedência, caso precise apresentar esta vacina para entrar em um país).

. Seguro Viagem: Não é obrigatório, mas lembre-se que alguns cartões de crédito te dão direito caso você o use na compra de suas passagens aéreas. Consulte o seu!

Nós sempre viajamos com seguro viagem, independentemente se é obrigatório ou não, pois trata-se de sua segurança e caso aconteça algo com você, será muito complicado e nada barato. Lembre-se de que imprevistos sempre acontecem e já coloque no seu orçamento um seguro saúde sempre que for sair do país.

.Fuso Horário: Nova York está -02 horas em relação ao horário de Brasília, na maioria dos meses. Por conta do horário de verão e inverno de lá, isso pode variar, segue abaixo as diferenças de horários em todos os meses:

Fevereiro e Março: -2 horas

Março a Outubro: -1 hora (horário de verão americano)

Outubro a Novembro: -2 horas

Novembro a Fevereiro: -3 horas (horário de inverno americano)

.Quando ir?: Não há momento inadequado para se viajar a Nova York, é somente uma questão de preferência quanto ao clima ou atrações que você queira fazer. Isso é somente uma questão de preferencia e também disponibilidade. Em países que o clima é muito evidente, em cada estação que você for, irá aproveitar a cidade de maneira diferente, portanto pesquise as atrações em cada clima e decida qual será o melhor pra ti!

Nós fomos em Agosto, estava muito calor (temperaturas de 25 a 30 graus) e muito céu azul. Porém, apesar do calor, ventava bastante e a cidade é bem arborizada, as ruas são planas para se caminhar, então isso ajuda na hora de bater perna o dia inteirinho, rs.

.Como levar dinheiro?: A moeda local é o dólar e você encontra facilmente em casas de câmbio brasileiras. É facilmente trocado no próprio país também. Nós sempre levamos dólares conosco, um pouco de Real e os cartões, onde podemos sacar mais dinheiro (ou passar no débito ou crédito). Gostamos sempre de variar a maneira de levar o dinheiro, por ser mais seguro.

*Falamos um pouco mais sobre os como levar dinheiro em viagens neste post*

.Comida: Você vai encontrar de tudo! Literalmente. Restaurantes de todas as nacionalidades, muitos abertos até tarde da madrugada ou 24 horas. Não precisamos nem perder muito tempo falando de comida. Só uma observação: Não é tudo fast-food como muitos pensam (e eu pensava também). Há muita oferta saudável, muita comida orgânica de boa qualidade e de alta gastronomia. Em quase toda esquina tem quiosques vendendo frutas e snacks saudáveis (há também as barraquinhas de cachorro quente, nachos ou espetinho!). Repetindo: nem se preocupe pois você vai encontrar o seu estilo de alimentação, pois a variedade é impressionante.

NOSSO ROTEIRO

Resumo:

Dia 1: São Paulo – Nova York

Dia 2: Chegada a Nova York Manhattan, bairro da hospedagem: Chelsea. Ida a Chelsea Marketing, High Line Park e Times Square.

Dia 3: Explorando Manhattan: Costa do Rio Hudson, Soho, Little Italy, Chinatown, Wall Street e Battery Park, ferry para State of Liberty) e a noite: espetáculo The Lion King.

Dia 4: Explorando Manhattan: Central Park, Museu História Natural e Jazz at Lincoln Center.

Dia 5: Explorando Bronx: Visita à antiga casa de Edgar Allan Poe e estádio Yankees para jogo de baseball. Voltamos para Manhattan, noite no Chelsea Pier’s, jantar no Frying Pan.

Dia 6: Explorando Brooklyng: feira de Williansburg, feira ‘Artists & Fleas’, brechó Beacon’s Closet, vista para a ponte de Brooklyng do Shake Shack, e travessia pela ponte.

Dia 7: Em Manhattan: dia de compras na Urban Outfitters, Macy’s, Duane Reade, Victoria Secrets. Almoço no Eataly e ida ao Bryant Park e Top of The Rock a noite.

Dia 8: Em Manhattan: Bryant Park cedo para um café calmo, Museu MOMA, algumas lojas, visita à praça onde foi filmado ‘’Manhattan’’ de Woody Allen, mais compras e a noite, teatro Sleep no More.

Dia 9: Em Manhattan: Freedon Tower, East Vilage (lojas: Obscura, Forbiden Planet e Strand Books) e última ida ao Central Park e Times Square.

Dia 10: Último dia, últimas compras, almoço no Chelsea Marketing e ida ao aeroporto para retornar ao Brasil.

Dia-a-dia

Dia 1:

Nosso voo da American Airlines partiu de Viracopos às 20:50pm. Pousamos em Miami no dia seguinte, onde era nossa escala e fizemos a imigração lá. Como dissemos acima, não foi uma das imigrações mais tranquilas, mas desde o Brasil, já no check-in, na entrada para a área de embarque e na entrada para o avião (sim!) já fomos sentindo o clima de muita seriedade/tensão e muitas perguntas, para ambos. Em todas as passagens de uma área a outra você é rigorosamente checado, precisando tirar os sapatos, cintos, blusas de frio, além dos itens de metal. Vá bem confortável e com sapatos fáceis de tirar, para facilitar, rs. Na imigração houve as perguntas ‘’ o que vieram fazer?’’ / ‘’ quanto tempo permanecerão?’’ /  ‘’onde ficarão?’’ / ‘’qual atração querem ver?’’ / ‘’já estiveram nos Estados Unidos antes?’’ / ‘’Em que trabalham?’’/ ‘’São recém casados? E vocês já tem onde morar?’’ – realmente foi o lugar onde mais nos fizeram perguntas. Depois de tudo respondido, podem ir para o próximo voo, rumo a NY! 😀

Dia 2:

Chegamos em Nova York as 10h do horário local, pelo aeroporto de LaGuardia, localizado no Queens e a cerca de 15 km da Times Square.

Mesmo muito cansados do voo fomos para o hotel de metrô. O Leandro é mestre em localização e de entendimento de mapas, então sempre pegamos os transportes públicos ao invés de táxis.

(depois podemos fazer um post somente sobre os metrôs de NY, deixem nos comentários se vocês querem! ☺)

Deu tudo certo com o metrô e chegamos ao nosso hotel, o The GEM Hotel Chelsea.

Endereço: 300 West 22nd Street, Chelsea, Nova York.
Site: http://www.thegemhotel.com/pt-br

Nova York - Roteiro Completo - As lindas ruas de Chelsea
Pelas ruas de Chelsea / Foto: aondes.com

Finalmente fomos muito bem recebidos, com muita alegria e brincadeiras a respeito de estarmos em lua de mel. O pessoal da recepção foram muito queridos, nos deram muitas dicas sobre a região (que é adorável). O quarto de hotel era muito gostoso, não muito grande, mas suficiente, muito limpo e confortável! Indicamos! O bairro é muito gostoso, meio longe da muvuca de turistas, com ruas lindas, muitas árvores, cafés e restaurantes. Este hotel era bem perto de uma estação de metrô, o que facilita ir pra todos os lugares.

Após arrumarmos nossas coisas, saímos para a rua e fomos conhecer o Chelsea Market, que era bem pertinho do hotel.

Adoramos! Tem muita variedade de comidas, lojas e restaurantes. Vale muito a pena ir almoçar ou pegar um lanchinho. O lugar é lindo.

Endereço: 75 9th Avenue (Between 15th and 16th Streets), New York.
Horário: Monday-Saturday: 7am to 2am. Sunday: 8am to 10pm.
Site: http://chelseamarket.com
Entrada gratuita.

Nova York - Roteiro Completo - Fachada do Chelsea Market
Linda fachada do Chelsea Market / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - O estilo do Chelsea Market
Interior do Chelsea Market / Foto: aondes.com

Depois de comermos, fomos ao High Line Park que é um parque suspenso que foi construído em uma linha férrea elevada e é muito interessante! Eles revitalizaram esta linha férrea pois, depois de desativada, havia ficado um pouco feia no meio da cidade. Com isto, plantaram muitas árvores, fizeram jardins, colocaram bancos e agora ela é muito frequentada e virou um ponto turístico por ser um parque tão diferente e bem agradável. Tem uma vista bonita dos carros que passam abaixo do parque. Se estiver passando por esta região, vale a visita!

Endereço: Vai da Gansevoort Street no Meatpacking District até a West 34th Street, entre a 10th e12th Avenidas
Site: www.thehighline.org
Entrada gratuita.

Nova York - Roteiro Completo - Street art
Icônica street art em uma das vistas do High Line Park / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - Vista do High Line Park
Uma das vistas de cima do parque – High Line Park / Foto: aondes.com

Saindo de lá, fomos para a Times Square. É impossível não ficar impressionado com este lugar. Já estava quase escurecendo, mas lá o dia nunca termina. Luzes por todos os lados fazem com que fique muito claro, mesmo de noite. Muitas pessoas, músicas, buzinas, danças, lojas. Maluco! Não somos o tipo de pessoas mais cosmopolitas que existem, mas realmente este lugar impressiona.

Nova York - Roteiro Completo - Times Square
Luzes da Times Square / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - Multidão e Luzes da Times Square
Luzes e multidão na Times Square / Foto: aondes.com

Andamos bastante por lá, entramos em várias lojas, nos divertimos com toda a bagunça e paramos na rede de restaurantes Bubba Gump Shrimp Co. para jantar (esta é uma rede de restaurantes criado em homenagem/ inspirado no filme do Forest Gump. A rede é especializada em camarões – na época ainda não éramos vegetarianos – então este foi nosso pedido!). Adoramos o lugar e é decoração é muito criativa! Quem gosta do filme vai amar ainda mais. Vale a pena.

Nova York - Roteiro Completo -Bubba Gump Shrimp
Bubba Gump Shrimp Co. / Foto: aondes.com

Já muito cansados, voltamos finalmente para nosso hotel para nossa primeira noite de sono em NY.

A viagem estava só começando…


Dia 3:

Acordamos bem cedinho (5:50am!) e saíamos para mais um dia de exploração por Manhattan. Passamos no Chelsea Market  para pegar algumas frutas e ir comendo no caminho. Andando por estas redondezas de Chelsea e encontramos um café muito lindo, com muitas plantas e luzinhas penduradas, resolvemos nos sentar para tomar um café da manhã mais reforçado.

Pedi aquelas clássicas panquecas com blueberries e o Le foi de bacon com ovos, rs.

Nova York - Roteiro Completo - Cafés de Manhattan
O charme de um dos milhares de cafés de Manhattan / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - Panquecas com blueberries
Panquecas com blueberries / Foto: aondes.com

Neste dia andamos bem devagar pelas ruas, sentindo a frequência da cidade. Chegamos na costa do Rio Hudson, com uma linda vista para New Jersey. Ficamos por lá um tempão, passeando, observando as pessoas fazerem seus exercícios, irem para o trabalho e começando mais um dia de suas rotinas.

Nova York - Roteiro Completo - Rio Hudson
Rio Hudson / Foto: aondes.com

Continuamos andando, passamos pelo prédio onde a galerinha do seriado Friends ”morava” (na ficção) em Greenwich Village, passamos pelo Soho, um bairro muito charmoso e cool, onde muitos famosos moram. É lá que muitas séries e filmes são gravadas, com aquelas ruas lindas, prédios com tijolinhos a vista e muitas, muitas lojas. Entramos em algumas delas, e ficamos andando devagar, curtindo a arquitetura do local. Em seguida partimos em direção ao bairro Little Italy, que também tem uma vibe muito gostosa. Foi lá que comemos o melhor hambúrguer da viagem mas nos esquecemos de anotar o nome do lugar (aaah que terrível!). Passamos por algumas ruas de Chinatown, onde estava bem tumultuado, muitas pessoas e muita loja de bugigangas. Como já estávamos bem cansados de andar, não demos muita bola pro local, rs.

Nova York - Roteiro Completo - Prédio dos Friends
Prédio do seriado Friends – na esquina da Groove St com a Bedford St. / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - Prédio dos Friends
Prédio do seriado Friends – na esquina da Groove St com a Bedford St. / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - Little Italy
Andando pelas ruas no Little Italy / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - As ruas de Chinatown
O caos de Chinatown / Foto: aondes.com

Pegamos então um metrô, paramos na famosa Wall Street – rua considerada o coração do Distrito Financeiro da cidade de NY, onde se encontra a bolsa de valores, a mais importante do mundo. De lá, paramos um pouco no Battery Park para descansar e pegamos o ferry para ver a Estátua da Liberdade.

Resolvemos não pegar o passeio para ir até a ilha da estátua. Na época, lemos muitos relatos de que era lotado demais, com filas gigantescas, um pouco caro e não valia tanto a pena. Nos contentamos em vê-la do ferry mesmo, ele sai de Manhattan e vai para Staten Island, de graça.

O ferry passa pertinho da estátua e você fica lá, sentadinho observando Manhattan ir se distanciando (esta visão é muito bonita) vendo a estátua de camarote. Descendo em Staten Island, é só aguardar para pegar o ferry de volta. Bem tranquilo e uma ótima dica. (Dá até para ficar um pouco em Staten Island se quiser, é só verificar certinho os horários que saem os ferrys para voltar. Isto você verifica lá na estação mesmo).

A embarcação sai do Whitehall Terminal em Manhatan e, com cerca de 25 minutos, chega no St. George Terminal de Staten Island.

Nova York - Roteiro Completo - Lowe Manhattan
Lower Manhattan, vista do ferry / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - A estátua da Liberdade
A estátua vista do ferry / Foto: aondes.com

Depois de tanto andar, estávamos exaustos! Hora de voltar para o hotel e nos prepararmos para uma de nossas grandes noite, onde assistiríamos o espetáculo da Broadway The Lion King.

Nova York - Roteiro Completo - Entrada para o Rei Leão
Entrada para o espetáculo The Lion King / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - Entrada para o musical o Rei Leão
Com meu copo do Rei Leão, aguardando ansiosa para o espetáculo / Foto: aondes.com

Sinceramente?

Não sei se um dia na vida iremos assistir a um espetáculo MAIS MARAVILHOSO que este! Isso é muito pessoal e desde pequena eu assistia ao Rei Leão, então faz parte da minha história. Mas mesmo quem não tem esse apego, acho difícil não se encantar com tamanha produção. É de chorar! Você se arrepia do começo ao fim, as músicas são muito lindas, fortes e emocionantes, os atores são sensacionais, o figurino é brilhante (eu poderia até dizer genial, já que são humanos interpretando animais, mas não se engane que estarão vestidos com aquelas fantasias de animaizinhos, o figurino é FODA) a história é muito bela, enfim… já deu para entender que nunca mais iremos esquecer deste dia, não é? Na época pagamos R$ 425,00 para 2 pessoas. É verdade que sentamos já na segunda fileira e portanto existem maneiras de se conseguir mais barato, comprando lá na região da Times Square, tem algumas ‘tendas’ que vendem tickets mais baratos, de assentos que ainda não foram vendidos. Vale a pena procurar por essas informações sim, principalmente se você não se importar muito com qual peça irá ver (afinal, tem muitas peças boas!).

Mas como nós fazíamos QUESTÃO de ir a um espetáculo (e eu fazia questão de ir NESTE, rs) não quisemos arriscar chegar no dia e não ter ingresso (pois não é garantido que você vá encontrar o que quer comprando de última hora).

Valeu cada centavo, nunca nos arrependemos de gastar em experiências que nutrem nossa alma e são únicas e inesquecíveis.

Agora, boa noite né? Não! Ainda teve o jantar no Hard Rock Café da Times Square, e ai sim podemos terminar o dia.

Dia 4:

Acordamos tarde neste dia (eu sei disso tudo porque mantive um diário nesta viagem, não se assustem, rs)  saímos do hotel e fomos para o Museu de História Natural.

Nova York - Roteiro Completo - Museu de História Natural
Museu de História Natural / Foto: aondes.com

Endereço: Central Park West com a 79th Street
Horário: diariamente das 10:00 até 17:45
Site: https://www.amnh.org

Preços: Adultos: $22.
Crianças de 2 a 12 anos: $12,50.
Estudantes e aposentados: $17.
Grátis com New York Pass.

Compramos o ingresso no próprio museu.

Antes de ir pesquisamos sobre o New York CityPass que é um bilhete que dá direito a várias atrações e sai mais barato se você realmente for em todas as atrações e comprar separadamente, mas como não queríamos ir em todas, achamos que compensava mais comprar separadamente. Na época, lembro-me de que tinha sido uma boa escolha. Mas vale a pena pesquisar mais sobre este bilhete antes de ir.

O museu é muito incrível, achamos que vale muito a pena a visita.

Lá você vai encontrar toda a história natural, desde dioramas de animais em seu habitat natural, vida oceânica, exploração espacial, índios nativos da América do Norte, dinossauros, etc. É muito completo, muito grande e aquele tipo de museu que você não consegue absorver todo o conteúdo extraordinário pois é gigantesco e seus pés pedem por socorro depois de umas 4 horas andando pra lá e pra cá. Lá tem cafeteria, onde você pode e deve comer um lanchinho, você ficará muitas horas andando para ver tudo.

Nova York - Roteiro Completo - Museu de História Natural
Museu de História Natural / Foto: aondes.com

Em meu diário neste dia anotei assim:
‘’Só para constar: toquei em um meteorito!’’
Tinha me esquecido desta lembrança… ☺

Saindo do museu, fomos passear pelo Central Park, já que o museu fica de frente para ele. Já cansados de muito andar, voltamos para o hotel pois ao entardecer iríamos para outro grande evento: assistir a um show de Jazz no Lincoln Center.

Endereço: 10 Lincoln Center Plaza, New York, NY 10023, EUA
Site: http://www.lincolncenter.org
Preço do show naquele dia: 40 dólares por pessoa.

Peguei este dica preciosa no livro ‘’O Melhor Guia de Nova York’’ do Pedro Andrade (conto um pouco mais do livro *neste post*)

Vou reescrever aqui o que já contei lá, só pra reafirmar esta maravilha:

‘’O lugar normalmente recebe artistas consagrados, mas também recebe apresentações de artistas que estão se revelando. Coincidentemente, no dia em que pudemos ir ao show, a banda que ia se apresentar era o Trio da Paz, grupo de jazz brasileiro. Nós ainda não os conhecíamos e ficamos completamente apaixonados! Foi uma experiência deliciosa, o espaço é lindo, confortável, servem drinks e comidas muito boas e o fundo do palco é todo de vidro com nada mais nada menos do que o Central Park como vista <3

Assistir à um excelente show de Jazz com o sol se pondo no Central Park e as luzes da Manhattan se abrindo… quer noite mais memorável?’’

Nova York - Roteiro Completo - Jazz at Lincoln Center
Jazz at Lincoln Center – com o fundo de palco do Central Park / Foto: aondes.com

E assim foi, mais uma noite memorável da nossa tão sonhada lua de mel… não precisávamos de mais nada naquele momento.

Chegando no hotel, subimos no terraço e tivemos um vista linda do Empire State. Então, é só pedir uma bebida, algo para comer e a noite estaria chegando ao fim, com o coração quentinho e a certeza de que estávamos na cidade mais legal do mundo, rs.

Nova York - Roteiro Completo - Vista do terraço do nosso hotel
Vista do terraço do nosso hotel / Foto: aondes.com

Dia 5:

Neste dia acordamos, tomamos nosso cafezinho na rua (acho que esqueci de mencionar que os hotéis em NY normalmente não servem café da manhã. Um pouco ruim não é? Isso porque os cafés na rua não são nada baratos, eles tem muito costume do brunch, então você encontra muitos lugares ótimos com comidas maravilhosas, mas fica uma refeição com preço de almoço!) e fomos para o Bronx.

NY é dividida em distritos (são cinco no total) e o Bronx é um deles. Lá você já começa a ter uma sensação de poucos turistas e mais moradores, então o clima muda. Os lugares por onde passamos pareciam mais de periferia e perderam aquele charme dos predinhos de tijolinhos, flores e plantas descendo pelas grades de metal que a região em que estávamos hospedados tinha.

Viemos ao Bronx para conhecer o Edgar Allan Poe Cottage, foi a última casa em que Poe viveu. Ela foi construída em 1812 e foi onde ele passou os seus últimos anos de vida. A casa foi retirada do seu local original e colocada à alguns quarteirões, em uma praça. Ela está intacta e possui muitos móveis da época (como a cama em que ele dormia) e alguns objetos. Confesso que dá até um medinho! Rsrs. Outros tantos objetos foram colocados somente para representar a época. Lá fomos recebidos por um rapaz, que nos contou tudo sobre a vida e obra de Poe, nos mostrou como eles viviam e ficou batendo um super papo como um legítimo fã de Poe, rs. Adoramos a visita, mas é preciso ser fã do escritor para esta visita fazer sentido para você ☺

Endereço:  2640 Grand Concourse, Bronx.
Preço: Não lembramos ao certo, mas foi cerca de 5 a 10 dólares por pessoa.

Nova York - Roteiro Completo - Antiga casa de Edgar Allan Poe
Chegando na antiga casa de Edgar Allan Poe, no Bronx / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - Edgar Allan Poe Cottage
Edgar Allan Poe Cottage / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - A cama de Poe
A cama de Poe (sinistro) / Foto: aondes.com

Saindo de lá, fomos para o famoso estádio dos Yankees para assistir a um jogo!

Endereço:  1 E 161st St, Bronx
Preço: 56,90 dólares para 2 pessoas.

Nova York - Roteiro Completo - Yankee Stadium
Yankee Stadium / Foto: aondes.com

A partida era Yankees x Clevland Indeans. Confesso que não sei absolutamente nada de baseball, rs. O Leandro conhecia muito pouco também, mas mesmo assim queria muito ir, então fomos. É tudo muito organizado, as filas vão super rápidas, o estádio é gigantesco, tem muitas lojinhas de bebida e comida, uma delícia. Achamos muito divertido, mesmo para quem não sabia de nada como eu, a energia das pessoas domina você, todos que já foram em um estádio assistir a um jogo sabe do que estou falando. Você sai torcedor, querendo comprar boné e camiseta do time, rsrs.

O único problema neste dia é que estava um sol de lascar e nossos assentos estavam totalmente desprotegidos. Não conseguimos ficar muito tempo assistindo pois iríamos derreter aos pouquinhos e os jogos duram muitas horas.

Mas valeu conhecer, mais um check na lista.

Nova York - Roteiro Completo - Yankees
Mini Yankees / Foto: aondes.com

Voltamos para Manhattan e passamos o entardecer no Chelsea Pier, que era próximo do hotel.

Ficamos lá, observando as pessoas, sentindo a brisa do Rio Hudson, vendo os barcos passarem, o sol se pôr. Lugar delicioso. Fiquei tentando desenhar as coisas que via e expressar em palavras meus sentimentos no diário que levei.

Andando por ali, encontramos um bar flutuante, um barco grande que virou bar. Sensacional! Chama-se Frying Pan e fica ali no Chelsea Pier.

Nova York - Roteiro Completo - Bar flutuante Frying Pan
Bar flutuante Frying Pan, no Chelsea Pier / Foto: aondes.com

Noite deliciosa ao som de Bonobo e Tame Impala, comida boa, o amor da minha vida ao meu lado. Que maravilha é viver!

Indo pro hotel, pudemos observar as pessoas nas ruas (já passava das 23:00 hrs), algumas meninas saindo passear de bicicleta, outras tantas andando com seus cachorros, muitos amigos rindo, alguns solitários, alguns idosos caminhando… é tão triste lembrar que esta não é nossa realidade aqui no Brasil, em que você vive com medo de sair sozinho tarde da noite na rua, principalmente sendo uma mulher.

Esta sensação de segurança e liberdade é tão…essencial.

Dia 6:

Dia de Brooklyn! Este é outro distrito de NY que eu particularmente queria muuuito conhecer. Fomos em um domingo, onde tem muitas feiras de artesanato, pelos quais sou apaixonada.

Chegamos de metrô ao bairro de Williamsburg (este metrô passa por baixo do rio. Você também consegue chegar de barco) e fomos até uma região próxima as feiras que queríamos ir. Lá tem muitos lugares perto do rio, com piers e muitos banquinhos onde você pode ficar olhando Manhattan lá do outro lado, sentindo a brisa e esperando o tempo passar…

Nova York - Roteiro Completo - Flora
Desistindo de sair bonita na foto, rs / Foto: aondes.com

Quando a feira Smorgasburg abriu, fomos pra lá, tomamos limonada, comemos um lanchinho e ficamos vendo os artesãos e suas peças lindas. Compramos várias coisinhas decorativas para nossa nova casa (que ainda nem existia!). Foi delicioso. Esta feira muda de local no inverno então vale a pena dar uma olhada no site oficial abaixo para ver a programação.

Acredito que ela só fica aberta aos finais de semana (fomos num domingo) vale checar esta informação também.

Site: http://brooklynflea.com

Nova York - Roteiro Completo - Famosa feira Smorgasburg
Famosa feira Smorgasburg, em Williamsburg / Foto: aondes.com

Passamos também por uma feira chamada Artists & Fleas, muito legal! Tinha peças lindíssimas.

Endereço:  70 North 7th Brooklyn – Williamsburg
Site: https://www.artistsandfleas.com

Nova York - Roteiro Completo - Artists and Fleas
Fachada da Artists & Fleas / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - Artists & Fleas
Por um momento achei que esta senhorinha fosse uma peça a venda, de tão linda e imóvel – Artists & Fleas / Foto: aondes.com

Depois, almoçamos em um barzinho muito gostoso, chamado The Kent Ale House, pertinho das feiras onde estávamos.

Seguimos para mais um destino de comprinhas descoladas, o brechó Beacon’s Closet.

Sensacional!!! Um brechó gigantesco, com peças muito cool, de muitas marcas bacanas, em ótimo estado e com preços muito baixos. Apoiamos muito a reutilização de todas as coisas então gosto muito de comprar minhas peças em brechós. Indico muito este brechó, saí de lá com duas peças de roupa e um sapatinho (por 20 dólares) feliz da vida!
 

Endereço:  74 guernsey st Brooklyn
Site: https://beaconscloset.com

Nova York - Roteiro Completo - Totoro
No caminho da Beacon’s Closet – peloamordedeus!! – fãs de Miyazaki me entenderão! rsrs / Foto: aondes.com

O dia no Brooklyng foi delicioso, vimos a famosa ponte, ficamos ali passeando pelas redondezas, no bairro Dumbo, às margens do East River, parando para comer em lanchonetes (conhecemos o famoso Shake Shack)  tomando sorvete e aguardando o por do sol para atravessar a ponte de volta para Manhattan, assim teríamos uma vista linda de ambos os lados.

Nova York - Roteiro Completo - Margens do East River
Margens do East River / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - East River
Binóculos / Foto: aondes.com

A travessia pela ponte do Brooklyng para Manhattan foi demais! Acho que as fotos podem mostrar mais do que as palavras.

Façam esta travessia no por do sol ☺

Nova York - Roteiro Completo - Vista da ponte do Brooklyng
Vista da ponte do Brooklyng / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - Atravessando a Ponte do Brooklyng
Atravessando a Ponte do Brooklyng / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - Pôr do Sol
E as cores do nosso por do sol começaram / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - As cores da Brooklyn Bridge
E foi lindo! / Foto: aondes.com

Dia 7:

Este dia foi um pouco mais lento e dedicado a compras! Fomos em muitas lojas como Urban Outfitters, Macy’s, Duane Reade, Victoria Secrets e tantas outras que não me lembro. Não chegamos a comprar muitas coisas, mas é preciso separar um dia para isso. Estávamos muito na vibe de levar algumas peças significativas para nosso novo lar, então não pensamos muito em roupas, acessórios, sapatos. Mas mesmo assim, passamos por estas lojas e chegamos a comprar umas 2 ou 3 peças cada um. Foi gostoso.

Passamos no Eataly para o almoço, nessa época ainda não tinha vindo para o Brasil e adoramos muito o lugar! O de São Paulo nem se compara ao de NY pelo tamanho (o de NY é muito grande) mas é o mesmo estilo. Muito gostoso.

Site: https://www.eataly.com

No final da tarde fomos até o Bryant Park para assistir a um filme ao ar livre ☺ Quando li sobre isso fiquei morrendo de vontade de ir e separamos dois dias para ir nestes cinemas ao ar livre, acontece muito disso no verão. Realmente foi muito gostoso, chegamos cedo, pegamos nossos lugares em um banco pela lateral do parque (os moradores levavam tapetinhos de piquenique e sentavam no meio da praça). Que clima delicioso! Pessoas com seus livros, comidinhas, cachorros, todas sentadas no chão, conversando, rindo, curtindo a música antes que começasse o filme (passou ‘De volta para o futuro’ rs). Em alguns pontos do parque tem estantes com livros onde você pode pegar para aguardar o tempo passar… muitas árvores, e barraquinhas com comida. Tinha uma empresa distribuindo água, pipoca e uns óculos muito engraçados de graça. Ficamos lá com nosso saquinho de pipoca, nos imaginando sendo nova iorquinos, saindo de nossos trabalhos e parando ali no Bryant para um cineminha. Esta cidade é cheia de entretenimentos gratuitos, o que faz com que você se imagine o tempo todo morando lá. Neste mesmo vimos alguns cartazes de cursos de verão: tinha ioga, meditação, aula de esgrima, danças e várias outras coisas. Tudo de graça, é só chegar e participar. Vale conferir a programação de quais atrações terão neste parque enquanto estiver por lá.

Endereço: localizado entre a Quinta e a Sexta Avenidas, entre as ruas 40th e a 42nd, em Manhattan.
Site: http://bryantpark.org

Nova York - Roteiro Completo - Livros no Bryant Park
Livros no Bryant Park / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - Cinema no Bryant Park
Todos chegando para assistirem ao filme / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - Cinema no Bryant Park
Todos prontos, podem começar! / Foto: aondes.com

Saindo de lá, já de noite, subimos no Top of The Rock. Passeio clássico onde você sobre no observatório do Rockefeller Center para ter vista de toda cidade.

Muito muito lindo! Como fomos a noite tivemos a vista de toda Nova York iluminada pelas luzes de uma cidade que parece nunca dormir.

Deve ser lindo durante o dia também.

Compramos o ingresso no próprio Rockefeller e neste ingresso ganhamos a entrada para o museu MOMA, que queríamos visitar também.

Para saber mais dos ingressos, acesse:
https://www.topoftherocknyc.com/ticket-menu
Endereço: 30 Rockefeller Plaza, New York

Nova York - Roteiro Completo - Top of The Rock
Vista do Top of The Rock – nossas câmeras não eram boas o suficiente! / Foto: aondes.com

Dia 8:

Voltamos na região do Bryant Park, fomos tomar café em uma padaria toda saudável e orgânica, chama-se Le Pain Quotidien, pertinho ali da praça. Gostamos muito.

Depois de passear mais um pouco por esta região, fomos para o MOMA – Museu de Arte Moderna. Ele é considerado um dos museus mais importante e influentes no mundo, deste segmento. É realmente muito legal!

Tem obras incríveis como: Noite estrelada de Van Gogh, obras de Picasso, Dalí.

Para quem curte arte moderna, não pode deixar de visita-lo.

Vi em um blog que o museu é gratuito às sextas-feiras das 16:00 as 20:00hrs, vale checar esta informação!

Endereço: Rua 53 entre a 5º e a 6º avenida.
Site: https://www.moma.org

Nova York - Roteiro Completo - Moma
MOMA – Museu de Arte Moderna / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - Moma
MOMA – Museu de Arte Moderna / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - Monet
Perdida nas cores de Monet / Foto: aondes.com

Depois do museu, saímos numa busca doida por uma praça onde foi gravado ’Manhattan’’ de Woody Allen. Queria muito sentar no mesmo banquinho em que ele e a Diane Keaton sentaram, rsrs. Pois depois de muito andar, finalmente encontramos o tal lugar. Agora como explicar onde fica? Não sabemos mais! Hahaha nem temos tanta certeza de que era ali mesmo, mas fiz minha foto e saímos felizes, cantarolando e batendo os pés no ar.

Ficamos andando por esta região, fomos em algumas lojas (compramos algumas lâmpadas maravilhosas para nosso apê, que até hoje não encontramos maneira de usá-las) e voltamos ao hotel.

Nossa noite ansiava por um espetáculo muito misterioso e sombrio que iríamos assistir (ou melhor, participar).

Quem leu o post das inspirações de nossa viagem já viu esta nossa, talvez, MELHOR DICA, do que se fazer em NY – chama-se Sleep No More. Aqui reescrevo o que já contei no outro post pois as palavras seriam as mesmas:

O espetáculo ‘’Sleep no more’’ que foi uma das coisas mais malucas, incríveis, surreais, assustadoras e fascinantes que pudemos participar na vida. Este espetáculo rende um post só pra ele, mas resumidamente, é um teatro em que você está inserido, presente em todos os cenários e podendo tocar em tudo, inclusive chegar o quão perto quiser dos atores. Ele acontece num prédio bem antigo que tem uns 6 andares e as cenas são feitas ao mesmo tempo por todos eles. Você pode ir e vir pelo lugar, escolhendo quais cenas quer acompanhar, (e por isso a coisa fica muito mais difícil e misteriosa de entender pois enquanto você está em algum espaço vendo algo, outras coisas estão acontecendo nos outros andares) inclusive você pode mexer no cenário, como por exemplo, abrir as gavetas, ler as cartas, entrar em todos os cômodos para tentar entender o que está acontecendo na peça. Detalhe: ao entrar, você tem que colocar uma máscara e precisa permanecer com ela até o final – o que deixa a coisa ainda mais assustadora.

Sério! É muito doido! Por ser uma peça tão interativa, onde você está inserido, é como se você caído dentro de um filme e fosse um fantasma, onde os atores não se influenciam nem interagem com você. A peça é inspirada em Macbeth de Shakespeare.

Porém houve 2 momentos em que eles interagiram comigo (não me perguntem porque!). A primeira vez, no meio de uma cena de briga, um dos atores olhou pra mim, veio em minha direção, me puxou pelo braço e saiu correndo comigo. Todos os participantes vieram correndo atrás de nós, mas ele nos trancou dentro de uma salinha escura e ficou me mostrando algumas coisas muito macabras, procurando alguns papéis. Logo em seguida, saiu da sala e me deixou no escuro! Quase tive um treco! Quando sai da sala, não tinha mais ninguém por lá, pois todas as pessoas vão seguindo os atores.

A segunda vez que fui ‘’pega’’ ou ‘escolhida’ foi no final. Estávamos todos em uma cena e acredito que o ator queria levar a todos até a cena final, em outro cômodo, então me pegou pela mão e foi me puxando até este cômodo, assim, todos nos seguiram e pudemos assistir a cena final.

Muito surreal, indico este espetáculo para todas as pessoas que eu conheço!

(não temos fotos pois era proibido tirá-las)

Site: https://mckittrickhotel.com

Dia 9:

Último dia completo!

Acordamos cedo e fomos para a Freedom Tower (na época, pois o nome mudou para One World Trade Center) ele é o edifício principal do novo complexo do World Trade Center (que sofreu o ataque terrorista em 2001) e o arranha-céu mais alto do hemisfério ocidental com tem 541 metros de altura.

Na Freedom Tower você pode subir até o observatório, que ficam nos andares 100, 101 e 102 e tem uma vista surreal de NY.

No começo tem uma apresentação muito legal e a maneira como eles te mostram pela primeira vez a vista é demaaais! Não vou contar para não dar spoilers 🙂

Nova York - Roteiro Completo - One World Observatory
Eu e NY / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - Skyline de NY
Mais uma das incríveis vistas que você terá da cidade, em 360º / Foto: aondes.com

Uma dica é: se você for no Top of The Rock e na Freedom Tower, como nós, faça um de dia e outro de noite, assim você tem acesso a diferentes vistas da cidade. Nós gostamos de ter feito desta maneira.

Quando saímos de lá, paramos um pouco no Memorial 11 de Setembro, que fica ao lado. É um lindo memorial, composto por duas piscinas exatamente no tamanho e no local onde era o World Trade Center e todos os nomes das vítimas estão gravados em mármore, por toda a volta desta piscina gigante. Muito triste, profundo e silencioso. 

Endereço: 285 Fulton St, New York
Site: https://oneworldobservatory.com

Saindo de lá, fomos para o East Village, um bairro de NY. Queríamos ir em algumas lojas específicas como: Obscura Antiques & Oddities e Forbiden Planet.

Alguém aí assistia aquele programa do Discovery Channel que tinham três pessoas que vendiam em sua loja coisas muito estranhas como: animais empalhados, esqueletos, insetos mortos, instrumentos cirúrgicos e de tortura de muitas décadas e várias outras coisas MUITO macabras? Eles eram obcecados por tudo que fosse obscuro e assustador e vendiam em seu brechó todas essas esquisitices para outros esquisitos. Então, essa loja existe mesmo e essas três pessoas, que eram apresentadores do programa, são os donos desta loja. E é claro que como pessoas muito esquisitas, fomos olhar de perto tudo isso. É muuuito legal e quem estava lá era o Ryan Matthew (queria muito ter conhecido a Evan e o Mike, rs), fomos muito bem atendidos e saímos de lá com algumas lembrancinhas tipo uma bolinha de gude com uma aranha dentro (???) um chaveiro de cabeça de um morto, ou monstro, não sei, alguns postais com desenhos macabros…bom, preciso me defender que foi tudo ideia do Leandro, que era quem adorava esse programa! rsrs  foi divertido demais!

Endereço: 207 Avenue A, New York
Site: http://www.obscuraantiques.com

Depois passamos em uma livraria que tinha ouvido falar muito bem, a Strand Bookstore. Adoramos! É enorme e linda, sou suspeita pra falar pois me sinto no céu quando estou em livrarias. Infelizmente não tenho fotos da parte interna pra mostrar.

Endereço: 828 Broadway, New York

Nova York - Roteiro Completo - Strand
A parte de fora é tipo um sebo, com muitos livros bem baratinhos / Foto: aondes.com

Depois seguimos para a Forbidden Planet, outra livraria paraíso dos Geeks, rs.

Endereço: 832 Broadway, New York

Nova York - Roteiro Completo - Fachada Forbidden Planet
Fachada Forbidden Planet / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - Paraíso dos geeks -  Forbidden Planet
Paraíso dos geeks – Forbidden Planet / Foto: aondes.com

Saí de lá muuuuito feliz, com vários quadrinhos e um ursinho de pelúcia do TOTORO (again, fãs de Miyazaki, onde vocês estão?).

É demais!

Pra almoçar vimos muitos restaurantes japoneses bem pequenos, no estilo que vemos no Japão mesmo (nunca fui mas sonho em ir, então já até sei como é, rsrs). Entramos em um que parecia ser bem legal. Fomos atendidos por um japonês e fiquei com muita vontade de mostrar meu Totoro, mas talvez ele não me entenderia? Nunca saberemos…

Comemos um rãmen (lámen?) delicioso e fomos embora novamente, dançando pelas ruas e batendo os pés no ar.

Nova York - Roteiro Completo - Restaurantes Japoneses
Restaurantes Japoneses / Foto: aondes.com
Nova York - Roteiro Completo - Rãmen
Rãmen / Foto: aondes.com

Para terminar o dia, fomos ao Central Park para mais um cinema ao ar livre. Mais uma vez: pesquise as atividades ao ar livre se você for em época de calor, acontecem muitos eventos legais nessas épocas.

Nova York - Roteiro Completo - Cinema no Central Park
Cinema no Central Park / Foto: aondes.com

Dia 10:

Este foi um dia de somente meio período pois iríamos retornar para o Brasil, então arrumamos nossas coisas, almoçamos novamente no Chelsea Market pois era bem pertinho do hotel e ficamos passeando e admirando o bairro em que estávamos, com certeza é um lugar que amaria morar!

Nova York - Roteiro Completo - A beleza de Chelsea
Bairro Chelsea, lindo demais. / Foto: aondes.com

Pessoal, esperamos que tenham gostado do post, foi muuuito longo, eu sei, mas não saberia como resumi-lo, NY arrebatou nossos corações, nos apaixonamos por todos os lugares em que estivemos. Esperamos que sua ida pra lá também lhe cause essa sensação. Não há nada mais gostoso do que você ter lembranças que fazem seu coração morrer de amor e felicidade, basta lembrar destes dias que o meu humor melhora no mesmo instante. Fiquei muito feliz em escrever este post 🙂

Se precisarem de mais informações específicas de cada lugar, nos mande uma mensagem, vamos adorar ajudar vocês.

Grande beijo.

1 Comment

  1. Dicas para um bom roteiro de viagens - Aondes

    19 de abril de 2020 at 16:50

    […] Nova York, por exemplo, fomos visitar a casa onde Edgar Allan Poe viveu, o prédio do seriado Friends e foi […]

Leave a Reply