Europa Noruega Stavanger

Noruega – A majestosa Preikestolen

Escrito em Fevereiro de 2018 | Atualizado em Fevereiro de 2019

A Preikestolen, na Noruega, foi eleita um dos mais espetaculares mirantes do planeta, tanto pela CNN Go quanto pela Lonely Planet. Um dos pontos de fotografia mais desejados por mochileiros do mundo todo, a Pedra do Púlpito, como também é conhecida na tradução, ergue-se 604 metros sobre o Lysefjord, na região de Stavanger, no oeste do país. O platô no alto da pedra tem aproximadamente 25x25m e foi provavelmente esculpido pela expansão do gelo glacial há cerca de 10 mil anos.

Nossa jornada a Preikestolen começou após 2 dias de estadia em Stavanger. A ida pra lá, partindo de Oslo, tinha o objetivo de conhecer a região dos fiordes noruegueses, onde passaríamos muitos outros dias e subir a Preikestolen era uma ideia desencorajada pelo inverno tardio. Havíamos, por isso, feito poucas pesquisas sobre o assunto, deixando para decidir no local se encararíamos essa jornada, já cientes de que não era a época ideal.

Noruega, Stavanger - Frio e Chuva
Frio e chuva em Stavanger    /   Foto: aondes.com

A trilha é pela floresta, montanha acima e tem o nível de esforço considerado médio. O período de subidas é de meados de Abril a meados de Outubro e em condições normais leva 2 horas cada trecho (subida e descida).

Nós chegamos a Stavanger no início de Março, chovia sem parar e fazia muito frio. Foram dias pouco aproveitados, já que as principais atividades turísticas da região dependiam de tempo bom ou estavam paralisadas devido à estação. Dali seguiríamos pouco mais ao norte, para explorar mais a região dos fiordes, mas isso não foi inspirador o suficiente e para não deixar Stavanger um pouquinho frustrante, resolvemos nos dar a chance de subir a Preikestolen. Procuramos informações com os locais e, aparentemente, o destino que durante a temporada chega a receber quase 300 mil visitantes, não é recomendado a ninguém durante o inverno, exceto se acompanhado de guias experientes.

Bem, fomos atrás de guias que estivessem trabalhando naquele período e encontramos a Outdoorlife Norway, com quem agendamos para próximo dia, o nosso último por lá.

Preikestolen, Noruega: Início da subida
Parada final, antes do início da subida  /   Foto: aondes.com

Na manhã seguinte, tomamos um café da manhã reforçado, nos vestimos com nossas melhores roupas para o frio e neve e seguimos ao ponto de encontro, na Domkirkeplassen, de onde as 7h10 partimos com o guia e outras duas garotas norte-americanas, que decidiram pelo passeio no mesmo contexto que a gente. Tê-las junto nos deu a segurança de que não havíamos tido uma ideia suicida e a julgar por como estavam vestidas nossas companheiras, achamos que estávamos muito bem preparados e equipados. Nosso segundo grande erro.

O primeiro foi não ter pesquisado adequadamente para saber que os equipamentos e roupas de trekking e hiking que tínhamos, que nos atenderam bem pelo deserto do Atacama, pela Patagônia e mesmo na Islândia, não eram nem um pouco corretos aqui. Estávamos com uma bota mais longa, excelente para a profundidade da neve no inverno da Islândia, mas péssima para o que a subida irregular à Preikestolen exigia dos tornozelos. Vestíamos blusas pesadas e muito quentes, ótimas para os pampas da Patagônia, mas terríveis para aquele dia. A subida, que deveria levar 2h, foi de quase 5h devido às dificuldades da neve e gelo e esse esforço prolongado nos fazia transpirar demais sob casacos tão pesados, deixando as primeiras camadas de roupa completamente molhadas. Quando fazíamos pequenas paradas para recuperar o fôlego, o vento quase nos congelava o corpo suado. A subida (e depois a descida) foi extremamente penosa. Fizemos tudo errado e não estávamos preparados fisicamente para aquilo, nem de longe. As outras duas meninas, com suas roupas leves e aparente falta de preparo físico, estavam sempre a nossa frente, por muitas vezes tendo de parar um pouco para nos aguardar.

Preikestolen, Noruega - Caminho nevado
Pedras e caminhos cobertos por muita neve /   Foto: aondes.com

Quase desistimos. Não fosse a verdadeira necessidade do guia para nos acompanhar na volta, já que a maiorias das pouquíssimas marcações que indicam o caminho correto estavam escondidas pela neve, teríamos desistido. Para não atrapalhar a trajetórias das meninas, persistimos. E a medida em que o caminho até o topo se tornava mais curto que o caminho da volta, a adrenalina e a coragem ajudavam a combater o frio congelante.

Preikestolen, Noruega - Calcados especiais para neve
Foi preciso usar grampos sob as botas para caminhar sobre o gelo /   Foto: aondes.com
Preikestolen, Noruega - Ponte sobre lago congelado
Ponte congelada sobre lago congelado /   Foto: aondes.com
Preikestolen, Noruega - Dificuldades pelo caminho
Sempre muitos metros atrás de nossas companheiras /   Foto: aondes.com
Preikestolen, Noruega - Trilha entre bosques e lagos

Por entre as montanhas, lagos e florestas   /   Foto: aondes.com

Não cometa o mesmo erro que a gente. Se não for a época adequada para trekking ou hiking em um local desconhecido, se assegure com antecipação de todos os detalhes. Principalmente se você for apenas um(a) aventureiro(a) amador(a), como nós.

Vamos a parte boa!

É tudo muito, mas muito lindo. A começar da saída de Stavanger, pegando uma balsa para atravessar o fiorde, até a chegada ao pé das montanhas. A Noruega não para de te arrebatar. O hiking atravessa florestas, córregos, pequenas pontes, encostas rochosas, lagos (tudo isso, no nosso caso, congelado) e sobe, sobe, e sobe até que o horizonte vai ganhando amplidão. Depois de um tempo começa a ser possível ver o fiorde lá embaixo, o caminho começa a se estreitar nos paredões de rocha e a primeira vista da Preikestolen aparece. Ao chegar lá, a sensação é indescritível. Fomos abençoados com a ausência de névoa e a visão ia até o infinito. Magnífico. Ventava muito, fazia muito frio (no nosso caso, congelante) e foi possível ficar por lá não mais do que 30 minutos.

Uma experiência para o resto da vida.

Preikestolen, Noruega: Recompensador
Valeu o esforço /   Foto: aondes.com
Preikestolen, Noruega: Conseguimos
Lysefjord /   Foo: aondes.com
Preikestolen, Noruega: Viva a Noruega
Viva a Noruega /   Foto: aondes.com
Stavanger, Noruega: Lysefjord
Lysefjord   /   Foto: aondes.com
Preikestolen, Noruega: Bebida quente
Bebida quente pra reconfortar /   Foto: aondes.com
Preikestolen, Noruega: Excesso de roupas
Excesso de roupas / Foto: aondes.com

A descida levou outras 4 horas e não foi menos difícil. No e meio do caminho começou a chover.

Esperamos sinceramente que um dia lhe aconteça a oportunidade de conhecer a Preikestolen. E que quando o fizer, vá melhor preparado do que a gente, embora o gigantesco esforço que fizemos para ir e vir de lá, só fez a experiência mais mágica.

Preikestolen, Noruega: Última parada em meio a descida
Última parada em meio a descida / Foto: aondes.com

4 Comments

  1. Taís

    26 de março de 2019 at 20:38

    Ahh essa é uma das trilhas que eu mais sonho em fazer na vida. Fiquei sem fôlego aqui com essas fotos! Eu quero ir quando o tempo tiver mais adequada, mas essas paisagens de inverno lá são sensacionais, se pudesse faria duas vezes em estações diferetes haha
    Mesmo com a falta de preparo, parece ter sido mesmo uma experiência que vcs vão guardar pro resto da vida!

    1. Aondes

      27 de março de 2019 at 14:48

      Nossa, é MUUUITO surreal! Com certeza é beeem mais fácil fazer a trilha quando não tem neve, vimos que até alguns idosos fazem… na época que fomos foi realmente difícil, foi uma tortura hahahaha mas valeu cada sofrimento, a vista é uma coisa que nunca mais iremos esquecer na vida…nem dá pra explicar, parece um sonho! E a paisagem deste jeito ficou muito dramática, bem diferente das fotos que vimos na internet. Se tiver oportunidade, faça mesmo nas duas estações hahahaha só vá mais preparada de roupas! Beijoss, Flora.

  2. Como planejar uma roadtrip pela Islândia - Aondes

    21 de julho de 2019 at 10:51

    […] itinerário São Paulo/Lisboa/Oslo. Era parte do roteiro dessa viagem visitar a Noruega primeiro. (confira aqui um post sobre a incrível Preikestolen). Depois, da Noruega para a Islândia foi um pulinho : […]

  3. Londres - 5 dias em um roteio descompromissado - Aondes

    29 de agosto de 2019 at 12:15

    […] de uma gelada passagem pela Noruega (veja aqui) e Islândia (veja aqui) quando visitamos Londres pela primeira vez juntos. O retorno ao Brasil a […]

Leave a Reply